O PODER DAS PME BRASILEIRAS

98,5% dos negócios do gigante sul-americano são micro e pequenos. Eles são responsáveis por 27% do PIB.

Só em São Paulo eles têm um faturamento de quase 636 bilhões de reais

Quando falamos do Brasil costumamos pensar em praias, caipirinha, samba ou bossa nova e seu potencial econômico. E assim aparecem gigantes como Petrobras, Companhia Vale do Rio Doce, Embraer, JBS Friboi. Mas na base dessa enorme maquinaria que faz do nosso vizinho uma das principais economias do mundo estão as micro e pequenas empresas que representam 98,5% do seu tecido empresarial.

São as empresas que têm um faturamento anual de até 4,8 milhões de reais (aproximadamente US$ 1,22 milhão), geram 54% do emprego formal do país e pagam 44% da folha de pagamento, segundo dados do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), entidade com representantes do governo e do setor privado que está em operação há 47 anos.

Nos últimos dez anos, o salário médio dos trabalhadores deste sector aumentou 25% acima da inflação, quando os trabalhadores das empresas maiores ganhavam apenas 14% acima do nível geral de preços.

A sua participação no Produto Interno Bruto (PIB) também cresceu nas últimas duas décadas, de 21 para 27 por cento.

As micro e pequenas empresas brasileiras empregam 7,3 milhões de mulheres, 53% das quais estão concentradas no setor de serviços.

Sem dúvida, o maior número de pequenas (e grandes) empresas está no sudeste do país, especialmente no poderoso estado de São Paulo. Quarenta e um por cento das pequenas empresas estão no sector dos serviços (principalmente restaurantes) e 37 por cento são lojas. Doze estão no sector industrial e sete na construção civil.

Quanto é que eles facturam juntos? 635,9 bilhões de reais, de acordo com os últimos dados oficiais do Sebrae de dezembro de 2017.

O crescimento médio das micro e médias empresas em São Paulo é de 7,2 por cento ao ano. Mas também se estima que uma em cada quatro empresas fecha antes de chegar a dois anos no mercado.

Los comentarios están desactivados